Uso de medicamentos proibidos em atletas

medicamentos proibidos

É normal que todo atleta queira vencer, seja onde for qual for o tipo de competição. Entretanto, muitos optam por usar meios proibidos para alcançar essa vitória. O uso de medicamentos que são proibidos nas competições, são um exemplo desses meios.

Medicamentos para melhorar a estética corporal, ganhar massa e potencializar o desempenho na competição, se identificado seu uso antes de qualquer prova podem levar a desclassificação dos atletas.

E para diagnosticar se o atleta está ou não sob o efeito desses medicamentos, é feito o Doping. Neste artigo vamos ver mais sobre o que ele é e como funciona:

O que é o Doping?

O doping é um exame que obrigatoriamente é feito em todos os atletas antes de qualquer competição, para identificar se ele está sob efeito de dopagem. A dopagem é o uso de substâncias com o objetivo de melhorar o desempenho do atleta.

A dopagem também pode ser considerada como qualquer tentativa de fraude nas provas, se identificado o uso de algum meio para se destacar e melhorar o desempenho na competição

No Brasil o controle da dopagem é realizado pelo ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem), já a principal entidade internacional que faz esse exame é o WADA (Agência Mundial Antidoping).

Existe também o COB (Comitê Olímpico do Brasil) que é uma entidade criada para educar e orientar os atletas sobre as ameaças do doping. Ele com a criação do Programa de Educação e Prevenção ao Doping, apoia a WADA e o COB na sua prevenção.

Quais são os medicamentos proibidos?

Alguns medicamentos não são aceitos para o uso de profissionais do atletismo, e o que os fazem ser proibidos, são algumas a presença de algumas substâncias.

Substâncias que colocam em risco a saúde, que violam o espírito esportivo e as que tentam mascarar a detecção de outras substâncias no teste, são as principais características daquelas que são proibidas.

Trouxemos alguns exemplos de medicamentos que contêm esses tipos de substâncias e muitas vezes, não imaginamos que podem ser prejudiciais:

  •         Glicocorticóides por via sistêmica;
  •         Soluções endovenosas (qualquer substância que use essa via de administração, a depender do volume da situação clínica).
  •         Diuréticos;
  •         Estimulantes;
  •         Beta-agonistas (acima da dose máxima permitida);
  •         Betabloqueadores;
  •         Isometepteno (Neosaldina®);

Lembrando que além desses, existem outros tipos de medicamentos que contêm essas substâncias. Por isso, antes de usar qualquer tipo de medicamento, consulte um médico e tenha certeza de que não irá ingerir nenhuma dessas substâncias.

O que mais se percebe é que o doping em muitos casos é feito de forma intencional, por as vezes o atleta ingerir essas substâncias sem mesmo ter conhecimento.

Alguns dos medicamentos comuns no nosso dia podem contê-las, como o Neosaldina, medicamento que é muito usado e às vezes passa por despercebido, alguns descongestionantes nasais, anticoncepcionais e até mesmo alguns cremes de tratamento dermatológico.

Além disso, outro ponto que os médicos recomendam que deve se ter atenção, é quanto a evitar medicamentos de farmácia. Os medicamentos manipulados, são feitos em recipientes que podem conter algum vestígio de substâncias que são proibidas.

O que devo fazer se precisar usar algum medicamento com substância proibida?

Mas o que fazer se precisar fazer o uso de algum desses tipos de medicamentos? Como para algumas doenças é necessário o uso de medicamentos para combatê-la, essa dúvida persegue os atletas e também os médicos.

Para isso, o que se recomenda é optar por terapias farmacológicas, e se caso seu tratamento puder ser substituído o aconselhável é fazer essa substituição. Entretanto, para os casos em que ela não pode ser feita, também existe o AUT (Autorização de Uso Terapêutico).

O AUT é um termo que permite ao atleta o uso do medicamento, por este estar com alguma condição de risco à vida. Ele é indicado para os casos de urgência e os que não possuem outra alternativa de tratamento.

Mas a melhor opção para atletas, é manter uma vida saudável. Alimente-se de alimentos ricos em vitaminas, durma bem, não exagere nos exercícios, saiba entender seu corpo e sempre que perceber algum sintoma consulte o médico. 

Você não precisará se submeter a nenhum tratamento se estiver bem, por isso cuide da sua saúde.