A partir da próxima segunda-feira (15), o estado de São Paulo entrará em uma etapa ainda mais restritiva a fim de evitar um colapso no sistema de saúde. Entre as medidas desta fase, chamada de emergencial pelo governo, estão a suspensão da realização de cultos religiosos coletivos e eventos esportivos, bem como toque de recolher entre 20h e 5h.

A fase emergencial vale até o dia 30/03/2021.

SP

Crédito: Divulgação

Outra mudança foi a exclusão de alguns serviços que eram considerados essenciais, como as lojas de materiais de construção. Agora, elas deverão ficar com as portas abaixadas. Além disso, o governo determinou que o home office seja obrigatório para atividades administrativas não essenciais. Também está proibida a retirada presencial de mercadorias em restaurantes ou lojas – apenas os serviços de delivery podem funcionar nesta nova fase.

As escolas estaduais poderão abrir apenas para a oferta de merenda, enquanto a rede particular tem permissão para atender alunos de pais que precisam trabalhar fora, com capacidade máxima de 35%.

São Paulo

Crédito: Divulgação

São Paulo está com uma ocupação de 87,6% dos leitos de UTI e a Grande SP de 86,7%. Na última quarta-feira (10), o estado registrou 517 novas mortes provocadas pela COVID-19 nas últimas 24h, assim como 16.058 novos casos confirmados da doença. E o Brasil teve nesta quarta o dia mais letal de toda a pandemia: 2.349 mortes.

Fonte: Panrotas

O post São Paulo terá medidas mais restritivas a partir de segunda-feira apareceu primeiro em Segue Viagem.

Recommended Posts