Jean Mota chegou ao Santos em 2016 e, ao longo dos últimos cinco anos, oscilou entre bons e maus momentos e lidou com críticas de parte da torcida.

Só que o meia teve chance com todos os técnicos neste período e segue com a sua importância: fez o gol da classificação para a Libertadores, o primeiro gol do Peixe na temporada e a assistência para Kaiky na vitória por 2 a 1 sobre o Deportivo Lara.

À ESPN, Jean comentou sobre essa situação no Alvinegro.

“Quando alguém do Santos achar que eu não sou mais importante, que eu não posso ajudar, chega em mim e conversa que eu vou buscar o meu lugar. Se não me pediram para sair em cinco anos, é porque posso ajudar. E a crítica é normal. O futebol é feito de altos e baixos. Estou no quinto ano no Santos, e acho muito difícil um jogador ter cinco anos somente de momentos bons. Eu sei as críticas construtivas, aquilo que eu preciso melhorar. Eu tenho procurado administrar essas críticas”, disse o jogador de 27 anos.

Jean Mota tem contrato com o Santos até 30 de junho de 2022.

O post Jean Mota comenta sobre críticas no Santos: “Se não me pediram para sair em cinco anos, é porque posso ajudar” apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *