O técnico Enderson Moreira assumiu o comando do Botafogo na 14ª rodada da Série B, quando o time somava apenas 13 pontos na tabela de classificação. De lá para cá, com 11 jogos disputados, o time somou mais 28 pontos e protagonizou a maior arrancada da competição.

Mas apesar da boa fase, o treinador não se empolga e mantém os pés no chão quando o assunto é chegar entre os quatro primeiros colocados. Bicampeão da segundona em 2012 e 2017, com Goiás e América-MG, respectivamente, ele fala com conhecimento de causa.

“A coisa mais difícil foi recuperar essa distância para o líder que era o Náutico tão rapidamente, era muito grande. Vamos nos dedicar cada vez mais, é uma competição muito traiçoeira”, afirmou em participação no programa Bem Amigos, no SporTV.

Embora os matemáticos estejam prevendo que 62 pontos sejam suficientes para conseguir terminar no grupo de acesso, Enderson é mais cauteloso.

“Qualquer tipo de projeção eu fico com muito receio. Tenho falado para os atletas para concentrar única e exclusivamente nos três pontos. A matemática pode variar para cima e para baixo”, alertou o treinador alvinegro.

Enderson justificou seu temor relembrando a temporada de 2012, na qual o Goiás foi campeão com 78 pontos e o São Caetano, com 71, ficou fora do G-4.

“Acredito que essa situação de 71 pontos não vai acontecer mais. Não sou muito bom nessa projeção, mas talvez 68 pontos. Confio nisso”, concluiu.

Com quatro vitórias seguidas, o Botafogo se prepara para receber o Náutico, no próximo sábado. Ex-líder da competição, a equipe pernambucana ainda luta por um lugar no G-4.

Deixe seu comentário

Fonte gazetaesportiva.com

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *