A Seleção Brasileira não tomou conhecimento do Uruguai no confronto válido pela 11ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022.

A equipe de Tite fez 4 a 1 no placar e garantiu a festa de pouco mais de 12 mil pessoas que estiveram na Arena da Amazônia, na noite desta quinta-feira.

Desde 7 de julho de 2019, quando conquistou o título da Copa América, a Seleção não jogava com público nas arquibancadas.

O resultado levou a equipe brasileira aos 31 pontos e encaminhou a classificação para o Mundial do Catar. Nunca uma seleção sul-americana ficou de fora da Copa após alcançar essa pontuação desde que a competição passou a ser disputada neste formato.

Se o Brasil é líder, o Uruguai agora é o quinto colocado, com 16 pontos. Neste momento, o time de Óscar Tabárez disputaria a repescagem.

Na próxima rodada, em novembro, o Brasil vai receber a Colômbia, na Neo Química Arena, em São Paulo, enquanto o Uruguai vai receber a Argentina, em Montevidéo.

3102602

A grande estrela da noite em Manaus foi Raphina, que estreou pela Seleção na última rodada e ganhou sua primeira oportunidade como titular nesta quinta.

O atacante, muito veloz e habilidoso, marcou dois gols e criou as principais chances do Brasil. Na etapa final, deixou o campo ovacionado pelos torcedores.

Neymar foi o responsável por abrir o placar, aliás, em grande estilo, driblando o goleiro, após lindo lançamento de Fred.

Luis Suáres, em cobrança de falta no canto, diminuiu, mas Gabigol foi às redes logo após entrar no jogo para garantir o triunfo com direito a goleada.

E a verdade é que se não fosse o goleiro Fernando Muslera, o Brasil poderia ter conseguido uma goleada ainda mais histórica. De todo modo, foi uma grande noite para a Seleção Brasileira, que venceu, convenceu e, praticamente, se garantiu na Copa do Mundo.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 4 X 1 URUGUAI

Local: Arena da Amazônia, em Manaus (AM)
Data: 14 de outubro de 2022 (Quinta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina)
Assistentes: Juan Bellati (Argentina) e Diego Bonfa (Argentina)
VAR: Mauro Vigliani (Argentina)
Cartões amarelos: Fabinho (BRA); Valverde, Cavani, Coates (URU)
Público e Renda: 12.528 pessoas / R$ 2.943,725,00

GOLS:
Brasil: Neymar, aos 9, e Raphinha, aos 17 minutos do 1T e aos 12 do 2T, e Gabigol, aos 37 do 2T
Uruguai: Luis Suárez, aos 31 minutos do 2T

BRASIL: Éderson, Emerson Royal, Lucas Verissimo, Thiago Silva e Alex Sandro; Fabinho (Douglas Luiz), Fred (Edenílson) e Lucas Paquetá (Antony); Raphinha (Everton Ribeiro), Gabriel Jesus (Gabigol) e Neymar
Técnico: Tite

URUGUAI: Fernando Muslera, Naithan Nández (Cáceres), Sebastián Coates, Diego Godín e Viña (Piquerez); Nicolás de la Cruz (Torreira), Federico Valverde, Matías Vecino (Facundo Torres) e Rodrigo Bentancur (Gorriarán); Luis Suárez e Edinson Cavani
Técnico: Óscar Tabárez

Fonte gazetaesportiva.com

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *