Neste domingo, Beatriz Ferreira foi superada pela irlandesa Kellie Hurrington na final do boxe peso leve e ficou com a prata nos Jogos de Tóquio. Após a luta, a brasileira não escondeu que queria o ouro, porém não deixou de mostrar felicidade por ter conquistado uma medalha olímpica.

Bia Ferreira ainda garantiu que trabalhará duro para subir ao lugar mais alto do pódio nos próximos Jogos, que serão disputados em 2024.

“Eu vim, saí do Brasil com a meta da mãe de todas (medalha de ouro), mas eu consegui uma medalha. Tentei mudar de cor, agora vou trabalhar pra que mude. Estou feliz por representar o Brasil. Estou muito contente. Com muito trabalho, sou uma medalhista olímpica, é pra poucos. Não vou parar por aqui”, afirmou à TV Globo.

Beatriz reconheceu que Hurrington foi superior na final, destacando a estratégia da adversária. A brasileira de 28 anos ainda relembrou sua vitoriosa trajetória no boxe até o momento.

“O atleta sempre quer ganhar. Sabia que estava sendo uma luta parelha. Ela foi superior, mas acredito que foi um belo combate, ela usou a estratégia de anular o meu jogo e não consegui mudar isso. Mas estou feliz de estar nesse pódio, ter conseguido a prata foi muito importante, já que venho participando de campeonatos e em apenas um até hoje eu não consegui estar no pódio. Então, estar aqui tem o mesmo peso, como se fosse ouro. É duro, mas é gratificante ver que eu trabalhei, fiz as melhores escolhas”, finalizou.

Beatriz venceu o primeiro round da final, porém foi superada pela irlandesa nos dois últimos assaltos do combate, na visão unânime dos juízes da decisão.

Deixe seu comentário

Fonte gazetaesportiva.com

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *