Carimbó (dança típica paraense), artigos indígenas, praias de água doce e muita natureza: essas são algumas das fortes características de Alter do Chão. Peraí, você nunca ouviu falar nesse nome? Então tá na hora de mudar isso! Pois trata-se de um distrito que fica a 34 km da cidade de Santarém, no Pará. Apelidado de “Caribe amazônico”, o lugar tem atrativos naturais mais do que singulares e, além disso, proporciona momentos relaxantes em suas águas cristalinas. Bora conhecer um pouco mais sobre o destino e, de quebra, descobrir o que fazer por ali? Confira a seguir!

11 pontos turísticos da região Norte do Brasil
Selva Amazônica: o que fazer e por que vale a pena conhecer

8 dicas de o que fazer em Alter do Chão (PA)

1. Curtir o visual da Ilha do Amor

Credito editorial Ticiana Giehl shutterstock 1407216059

Ilha do Amor – Alter do Chão – Pará | Crédito editorial: Ticiana Giehl/Shutterstock.com

De areias branquinhas e bem fininhas, essa ilha é, na verdade, uma praia de água doce que fica bem em frente à vila de Alter do Chão. Representando um dos principais atrativos locais, uma vez por lá vale a pena sentar em uma das mesinhas com os pés na água. Acredite, é um momento simplesmente único.

2. Assistir ao pôr do sol na Praia Ponta do Cururu

Credito editorial Ticiana Giehl shutterstock 1419934292

Pôr do sol visto da Praia Ponta do Cururu – Alter do Chão – Pará | Crédito editorial: Ticiana Giehl/Shutterstock.com

Você é daqueles que sempre procuram um ponto para contemplar o pôr do sol? Joia, porque você vai amar essa dica. Acessada por meio do Rio Tapajós, a Praia Ponta do Cururu é privilegiada e permite que seus visitantes confiram esse espetáculo da natureza a bordo de canoas e iates.

7 destinos ideais para curtir o céu estrelado; vem ver

3. Contemplar a vista do alto do Morro da Piraoca

shutterstock 1090730897

Vista do Morro da Piraoca – Alter do Chão – Pará | Crédito: Shutterstock

O maior da região, o Morro da Piraoca conta com uma vegetação amazônica e descortina uma vista 360° dos arredores de Alter do Chão. Ou seja: de lá dá pra ver lugares como o Lago das Piranhas, o Lago Verde e a Praia Ponta do Cururu, assim como o magnífico Rio Tapajós.

4. Conhecer a Praia Ponta de Pedras (e fazer pelo menos um passeio de barco)

Credito editorial Ticiana Giehl shutterstock 1438358537

Praia Ponta de Pedras – Alter do Chão – Pará | Crédito editorial: Ticiana Giehl/Shutterstock.com

Muito visitada por conta dos passeios de barco que saem de lá, a Praia Ponta de Pedras fica a 27 km de Alter do Chão e é superfotogênica, sobretudo devido às suas formações rochosas. Vale a pena conhecer!

5. Sentir a vibe da natureza na Floresta Nacional do Tapajós

Floresta Nacional do Tapajos Alter do Chao Para Credito editorial Erica Catarina Pontes shutterstock 1066443557

Floresta Nacional do Tapajós – Alter do Chão – Pará | Crédito editorial: Erica Catarina Pontes/Shutterstock.com

Que tal caminhar em um ambiente amazônico com mais de 527 mil hectares? Nas trilhas da Floresta Nacional do Tapajós os visitantes conhecem a diferença entre mata primária e secundária, aprendem sobre as plantas, admiram espécies da Amazônia e mergulham na cultura das comunidades locais, bem como têm a chance de fazer um acampamento noturno à beira do rio. Em outras palavras, se você se amarra em natureza, não deixe fazer esse passeio, hein!

O que fazer no Jalapão (TO): 7 atrações e dicas para curtir o destino

6. Explorar a Floresta Encantada a bordo de uma lancha e de uma canoa

Fazendo jus ao nome, a Floresta Encantada é ainda mais bonita na época da cheia. O passeio, feito de lancha e, em seguida, em canoas que adentram a floresta, permite que os visitantes fiquem pertinho de macacos, diferentes espécies de pássaros e até de bichos-preguiça, por exemplo. Prepare a câmera!

7. Relaxar no Lago Preto

Lago Preto Alter do Chao Para Credito editorial Ticiana Giehl shutterstock 1438358531

Lago Preto – Alter do Chão – Pará | Crédito editorial: Ticiana Giehl/Shutterstock.com

Lindo e ótimo para relaxar, o Lago Preto tem águas escuras, mas que ao mesmo tempo são límpidas e claras. E não acaba por aí não! Afinal, a água também é bem morninha e tem vários peixinhos. Portanto, não se esqueça de levar a máscara de mergulho, viu?

Dicas de viagem para praticar esportes: confira 12 destionos no Brasil

8. Visitar as outras praias de Alter do Chão

Praia do Pindobal Alter do Chao Para Credito editorial Ticiana Giehl shutterstock 1438358585

Praia do Pindobal – Alter do Chão – Pará | Crédito editorial: Ticiana Giehl/Shutterstock.com

Achou que tinham acabado as opções de praia? Nananinanão! Ainda existem muitas que merecem uma visita. Espia só: a Ponta do Muretá é perfeita para conferir o pôr do sol, ao passo a Praia do Pindobal é cheia de quiosques. A Praia do Carapanari, por outro lado, forma pequenas lagoas a partir dos braços de água do Tapajós, enquanto a Ponta do Jutuba tem dois lados: um com uma profunda piscina e outro com ondas do grandioso Tapajós. Por último, mas não menos importante, a Praia do Icuxi é banhada pelo Rio Arapiuns e mescla águas rasas e profundas. Sabe o que isso significa? Que ali dá pra ver a água do rio em diferentes cores e tonalidades.

Qual é a melhor época para visitar Alter do Chão?

Alter do Chao Para Credito editorial Evandro Arenari shutterstock 1765465823

Alter do Chão – Pará | Crédito editorial: Evandro Arenari/Shutterstock.com

Anota aí: a melhor época para visitar as famosas praias de rio é durante o verão amazônico, temporada seca que vai de agosto a dezembro. Isso porque a paisagem depende completamente do volume de chuva. Agora, caso tenha escolhido o destino para fazer passeios de barco em meio à floresta, recomenda-se viajar no inverno amazônico, já que ele corresponde à temporada de chuva. Neste caso, priorize o período entre janeiro e julho.

Como chegar em Alter do Chão?

Lago das Piranhas Alter do Chao Para Credito editorial Ticiana Giehl shutterstock 1438358555

Lago das Piranhas – Alter do Chão – Pará | Crédito editorial: Ticiana Giehl/Shutterstock.com

É muito mais fácil do que você pensa! Isso porque Alter do Chão está a apenas 34 km do Aeroporto de Santarém, destino onde chegam voos de Belém (PA), Manaus (AM) e Brasília (DF), por exemplo. Além disso, você sabia que existe a possibilidade de fazer o trajeto de barco? Pois é! Quem estiver em Manaus ou Belém só precisa pegar um dos barcos até Santarém. O único porém é que as viagens podem durar até três noites, OK?

12 cartões-postais mais famosos do Brasil: quantos você conhece?
Para viajar pelo Brasil: veja alguns dos destinos mais bonitos do país

E você, ficou com vontade de embarcar para Alter do Chão? Então converse com um(a) agente de viagens, contrate um seguro-viagem e aproveite muito essa aventura. Agora, caso já conheça a região, conta pra gente nos comentários o que você achou! Dessa forma você acaba ajudando outras pessoas que também pretendem conhecer esse pedacinho do paraíso 🙂

Fonte segueviagem.com.br

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *